JOSÉ BENEDITO VIANA GOMES

PESQUISAS ACADÊMICAS EM MÚSICA BRASILEIRA                                 



A TESE DE DOUTORADO


A Defesa da Tese “Trechos Orquestrais para Flauta Ttransversal de Heitor Villa-Lobos, Oscar Lorenzo Fernandez e César Guerra-Peixe: Propostas interpretativas a partir de uma catalogação de Carlos Rato”, aconteceu no dia 21 de março de 2013, na UNIRIO – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, pelo Programa de Pós-Graduação em Música (Centro de Letras e Artes).


Nesta pesquisa estudou-se sobre trechos orquestrais brasileiros para flauta transversal extraídos das obras sinfônicas Choros Nº 6 de Heitor Villa-Lobos, Imbapára – Poema Ameríndio de Oscar Lorenzo Fernandes e Suíte Sinfônica Nº 2 (Pernambucana) de César Guerra-Peixe.


Após análise, discussão e reflexão, José Benedito apresentou propostas interpretativas para os trechos selecionados, com base em uma contextualização histórica e em estudo das soluções técnico-interpretativas. A literatura específica, depoimentos de flautistas e a experiência deste pesquisador serviram de base para o estudo técnico interpretativo dos trechos e para a elaboração das referidas propostas que contem também um conjunto de estratégias sistematizadas para a preparação dos trechos em questão.


Participaram da pesquisa flautistas de grande reconhecimento no meio musical brasileiro e internacional, a citar: Carlos Rato (Teatro Municipal do RJ), Odette Ernest Dias (UnB), Sérgio Barrenechea (UNIRIO), José Evangelista (Orquestra do Teatro Nacional de Brasília), Eduardo Monteiro (UFRJ), Renato Kimashi (OSUSP) e Nivaldo de Souza (Orquestra do Teatro Nacional de Brasília).


Dentre outros pontos, concluiu-se que os trechos orquestrais pesquisados são de extrema importância no conjunto de conhecimentos de um flautista que tenha a intenção de atuar ou que já atue em orquestras sinfônicas brasileiras.


Esta pesquisa tem grande importância para o meio acadêmico musical por contribuir para o aumento de material didático brasileiro direcionado para alunos de escolas e universidades, especialmente os alunos de flauta transversal.



A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO


A Defesa da Dissertação de Mestrado “Pixinguinha: Presença e Aplicabilidade no Estudo da Flauta Transversal no Brasil”, aconteceu no dia 01º de junho de 1997, na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, pelo Programa de Pós-Graduação em Música da Escola de Música da UFRJ.


Este trabalho trata da utilização das músicas escritas pelo compositor brasileiro Alfredo da Rocha Viana Filho, popularmente chamado de Pixinguinha, dentro do gênero musical denominado choro, no processo de estudo sistematizado daqueles que se propõem a estudar flauta transversal.


A apresentação é feita através da história do choro; biografia do citado compositor e a aplicação de algumas de suas músicas ao estudo sistematizado da flauta, sendo feita uma abordagem comparativa com a Sonatina em Ré Maior para flauta e piano de Radamés Gnattali e a Bachianas Brasileiras nº6 para flauta e fagote de Heitor Villa-Lobos.


Participaram desta pesquisa flautistas de grande reconhecimento no meio musical brasileiro e internacional, a citar: Altamiro Carrilho e Odette Ernest Dias, além da pesquisadora Valdinha Barbosa.


O objetivo principal deste trabalho é defender a ideia de que o flautista que tem obras de Pixinguinha em seu repertório musical, adquire uma excelente experiência para executar obras de outros autores que utilizam elementos musicais do choro na composição de suas obras.